Coreia do Norte liberta estudante norte-americano condenado a trabalhos forçados

Não está claro se Rodman, que já namorou a cantora Madonna e foi casado com a a modelo e atriz Carmen Electra, se reunirá com o líder norte-coreano nem qual é o proposito de sua visita a Coreia do Norte. A informação sobre a viagem, no entanto, foi mais tarde confirmada por funcionários do governo norte-coreano.

"Queremos que o mundo saiba como nós e nosso filho fomos brutalizados e aterrorizados pelo regime da Coreia do Norte", disseram à Associated Press.

O chefe da Diplomacia americana não fez comentários sobre o estado de saúde do jovem "por respeito a ele e a sua família".

O Supremo Tribunal da Coreia do Norte condenou Otto Warmbier em março de 2016, depois que ele reconheceu ter roubado um cartaz com um slogan político no hotel onde estava hospedado, em Pyongyang, durante uma excursão organizada. "De volta a Coreia do Norte", tuitou Rodman, que agradeceu a PotCoin por financiar a missão.

Apresentado à imprensa estrangeira e diplomatas poucas semanas depois, declarou, em prantos, ter cometido "o pior erro da minha vida".


Tillerson pediu à Coreia do Norte que o perdoasse, considerando a sentença excessivamente dura, e havia acusado Pyongyang de usar o jovem como moeda de troca de uma chantagem política. Três seguem em detenção.

De acordo com Tillerson, o governo dos EUA agora trabalho para "libertar" outros norte-americanos presos por Pyongyang.

O ex-jogador de basquete americano Dennis Rodman visitará a Coreia do Norte nesta semana, informou nesta segunda-feira (12) a emissora CNN.

O ex-atleta visitou o país em cinco ocasiões.

"Estou bastante certo de que ele está feliz com o fato de eu estar aqui tentando realizar algo que nós dois precisamos", disse Rodman quando indagado nesta terça-feira se conversou com Trump.


Popular

CONNECT