Francisco J. Marques nega vínculo ao FC Porto enquanto jornalista

O Benfica vai reagir nesta sexta-feira, às 18h00, na BTV às denúncias feitas pelo diretor de Comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, no Porto Canal. "Se os mails existem ou não cabe ao Ministério Público averiguar, bem como se foram alvo de falsificação ou pirateados", começou por afirmar aquele responsável benfiquista.

Luís Bernardo revelou ainda que será aberto um processo-crime contra Jorge Nuno Pinto da Costa e contra a administração da SAD do FC Porto. "Nos próximos dias entrarão processos-crime contra Pinto da Costa e contra a SAD do FC Porto", revelou, explicando ainda que, "se o FC Porto alega ter informação confidencial, terá tido acesso a informação comercial e isso é um crime grave".

Luís Bernardo referiu que os "encarnados" estão de "portas abertas" para as autoridades, manifestando total disponibilidade do Benfica em colaborar com as investigações. "É o mesmo tipo de conduta da era do Apito Dourado e há ligações que se mantêm", atirou o dirigente das águias.


"Nos próximos dias, serão abertos diversos processos no sentido em que todas essas questões sejam devidamente esclarecidas", reforçou, dando o exemplo de alegadas ameaças de elementos do clube azul e branco a árbitros. "Se efetivamente o Benfica teve conhecimento dos factos agora, só a partir de agora é que poderia fazer uma participação criminal ao Ministério Público e uma participação disciplinar no Conselho de Disciplina da FPF", defendeu Macieirinha, complementando a ideia: "Pode ser chamado novamente Apito Dourado, mas na prática é um novo processo".

O Benfica remeteu hoje para o Ministério Público o apuramento sobre a veracidade ou não dos 'e-mails' apresentados pelo FC Porto, que acusa de crime económico, e vai requerer a reabertura do processo Apito Dourado. "Vamos requerer a abertura do Apito Dourado e que seja reanalisado a legalidade das escutas do Apito Dourado", explicou o responsável pela comunicação encarnada. Não sei se o contrato é verdadeiro ou falso, mas será fornecido para investigação. "Os dados que o SL Benfica tem são extremamente graves". O que está declarado é que na data em que era editor de desporto da Lusa já tinha avença com o FC Porto. O futebol português tem de ser privilegiado. O Benfica não merece esta lama, a Justiça que faça o seu trabalho e no fim se apurem as responsabilidades. Mas o Benfica está muito tranquilo e exigirá consequências", indicou Luís Bernardo, revelando depois que os encarnados também irão acusar Bruno de Carvalho, presidente do Sporting: "Foi pública a declaração num encontro com jornalistas onde se gabou de afastar Vítor Pereira da UEFA e de ter escolhido o atual presidente da Liga, Pedro Proença.

A terminar, e questionado sobre uma aliança entre FC Porto e Sporting, que pedem a retirada dos quatro títulos conquistados pelo Benfica nas últimas épocas, Luís Bernardo respondeu desta forma: "Isso é inequívoco mas não me interessa caracterizá-la". Isso sim figura um tráfico de influências e o Benfica vai abrir o devido procedimento para que a situação seja investigada. Há uma indefinição estratégica e não sabem se devem ir pela formação ou se isso não chega.


Popular

CONNECT