Captur ganha versões 1.6 com câmbio automático

Há pouco mais de três meses no mercado brasileiro, o "nosso" Captur (que compartilha a plataforma com o Duster e é maior do que o modelo europeu de mesmo nome) ganha mais uma alternativa de câmbio nas configurações com motor 1.6 SCe: o automatizado X-Tronic CVT, com possibilidade de mudanças de marchas em borboletas no volante (seis marchas "simuladas"). Traz ainda uma transmissão adicional, para garantir menor tamanho e peso do conjunto.

Seja como for, o trabalho do CVT associado ao motor 1.6 SCe, lançado em 2016 no Brasil com 21% mais economia é a aposta para o carro deslanchar. Para quem preferir, existe a opção de trocas manuais na alavanca.

Em termos de consumo, a Renault informa que na cidade os números são de 7,3 km/l (etanol) e 10,5 km/l (gasolina). Em maio, o SUV emplacou 1.404 unidades, enquanto o líder do segmento Honda HR-V vendeu 4.408 unidades.

Disponível nas versões Zen e Intense, o novo utilitário esportivo vem com rodas de liga leve aro 17 polegadas com pneus 215/60 R17. Em dois tons são: Branco Glacier com teto Preto, Marfim com teto Preto, Preto Nacré com teto Marfim, Laranja Ocre com teto Preto, Vermelho fogo com teto Preto, Prata Etoile com teto Preto, Cinza Acier com teto Preto, Marrom Savane com teto Preto e Marrom Savane com teto Marfim. Aguarde nossas impressões ao dirigir, logo mais. Seu preço? A partir de R$ 84.900. De série, o Captur Zen é equipado com quatro airbags, controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, direção eletro-hidráulica, vidros e travas elétricos, ar-condicionado (manual) e sistema de som com conectividade Bluetooth. Câmera de ré e central multimídia Media NAV com tela de 7 polegadas sensível ao toque, com navegação GPS e 3D Sound by Arkamys, são os únicos opcionais.

Captur Intense 1.6 CVT - R$ 88.400. A versão ainda oferece a mais e relação à Zen o ar-condicionado digital, os sensores de chuva e crepuscular e faróis de neblina em LED com função cornering.


Popular

CONNECT