Terrorista italiano detido em Fátima

A Polícia Judiciária de Leira deteve esta quarta-feira em Fátima Maurizio Tramonte, um italiano autor do atentado terrorista na cidade de Brescia, em Itália, a 28 de maio de 1974. Escreve a imprensa italiana que é conhecida a devoção mariana de Maurizio Tramonte, que terá ido a Fátima em busca de perdão pelas suas ações. Oito pessoas morreram e 99 ficaram feridas.

A imprensa italiana diz que Tramonte já tinha saído de Itália algumas vezes durante o processo.

Maggi, que era líder do grupo de extrema direita "Nova Ordem" e colaborava com os serviços secretos italianos nos anos de chumbo, foi colocado em regime de prisão domiciliar devido a seu delicado estado de saúde. Estes informaram seu paradeiro às autoridades de Portugal, que cumpriram o mandado de detenção europeu.

"O detido vai ser presente às autoridades judiciárias competentes no Tribunal da Relação de Évora, para interrogatório judicial e eventual aplicação de medidas de coação com vista a ulterior entrega às autoridades italianas", pode ler-se também. O homem será depois entregue às autoridades italianas.

Em Itália, o terrorista está condenado ao cumprimento de pena de prisão perpétua.

Divulgado na última terça-feira (20), o veredicto definitivo confirma a sentença de segundo grau emitida pela Corte de Apelação de Milão em 22 de julho de 2014.

O que achou desta notícia?


Popular

CONNECT