Florida declara estado de emergência por causa do furacão Irma

O Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla original) dos EUA afirmou que o Irma se converteu em um "um furacão extremamente perigoso" e que os preparativos para sua chegada devem ser acelerados e completados rapidamente na zona de advertência.

A ilha norte-americana tem cerca de 3,4 milhões de habitantes e 456 abrigos de emergência, com capacidade para mais de 62 mil pessoas.

O furacão deverá manter-se no nível 5 ou 4 nos próximos dias, segundo o Centro de Furacões, citado pela Reuters. No início da noite, o olho de Irma estava 725 quilômetros a leste da região, com ventos firmes de 220 quilômetros por hora, e o furacão se deslocava para oeste a 20 quilômetros por hora.

Espera-se que o furacão Irma passe sobre este grupo de ilhas entre a noite de hoje e a manhã de amanhã, quando alcançará também Porto Rico.

A informação recolhida pelo avião "caça furacões", acrescenta o boletim do NHCm indicou que os ventos máximos continuados do Irma aumentaram para 235 Km/hora, com rajadas mais fortes, e que é possível que continue a fortalecer-se nas próximas 48 horas.

A população das Antilhas Menores se preparava, ontem, para enfrentar o furacão, e longas filas se formavam nos postos de gasolina, em meio ao cancelamento de voos e à anulação das aulas.

A trajetória do Irma ainda é incerta, mas várias projeções colocam o Haiti, a República Dominicana, Cuba, Porto Rico, as Bahamas, as Ilhas Turcas e Caicos e as Ilhas Virgens Britânicas e as Ilhas Virgens Americanas no seu trajeto, antes de se dirigir para o norte, em direção aos Estado Unidos.

As autoridades da Florida já decretaram estado de emergência, pois o estado foi devastado há poucos dias por outro furacão, o "Harvey", considerado o mais forte da última década.

Homem descansa em deposito que virou abrigo para desabrigados após a passagem da depressão tropical Harvey em Houston, no Texas.


Popular

CONNECT