Fernando Gomes diz "basta" à "apologia do ódio"

O PSD pediu hoje a audição no parlamento do presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, que alertou para os "sinais de alarme" decorrentes da "apologia do ódio" na modalidade. Também Carlos Pereira, presidente do Marítimo, elogiou a posição do dirigente português, recentemente eleito para vice-presidente da UEFA e para o executivo da FIFA.

Por isso, dizem, "há muito que era expectável uma tomada de posição do Presidente da Federação Portuguesa de Futebol sobre o ambiente que se vive no futebol português". Acho que chegou no momento certo, foi decisiva, visto que o futebol português, em termos de linguagem e de efeito que isso pode ter na indústria do futebol, está a tomar proporções muito grandes. Fernando Gomes sossega os seus (a disciplina e a arbitragem) contra as agressões externas e faz bem, porque, no quadro atual, o presidente da FPF tem de ser a trave mestra do futebol e a primeira garantia de que os agentes e o público podem confiar nas instituições.

Em relação às palavras de Fernando Gomes, com as quais diz concordar, centradas na relação entre árbitros e adeptos, os azuis e brancos dizem que uma das condições para a pacificação reside na perceção que os agentes têm de que o futebol assenta na verdade desportiva. "O Sport Lisboa e Benfica não faz alianças negativas contra ninguém e respeita todos os outros clubes por igual, afinal nossos adversários desportivos que são também parceiros em mais de um século de história de promoção do desporto e projeção do bom-nome de Portugal", referem os encarnados em nota.


Fernando Gomes destaca ainda que estes "sinais de alarme" como "a arbitragem sob ameaça e constante crítica; a violência entre adeptos; o ódio entre clubes, espalhado por redes sociais e orgãos de comunicação social" não podem ser ignorados pelos clubes profissionais nem pelo Estado.

"O Estado, o Governo, a Assembleia da República, os diferentes responsáveis institucionais devem envolver-se cada vez mais neste objetivo coletivo de combater de forma efetiva as ameaças ao futebol, nas suas diversas vertentes", escreveu.


Popular

CONNECT