Teerã revela novo míssil balístico que pode carregar várias ogivas

O Irã anunciou testes com um novo míssil balístico de médio alcance, um dia após responder às críticas do Estados Unidos sobre seu programa nuclear.

A data do lançamento não foi comunicada, mas na sexta-feira, aquando da apresentação do míssil num desfile militar que assinalava o início da guerra do Iraque contra o Irão em 1980, um responsável iraniano disse que o mesmo estaria "operacional num futuro próximo".

"Quer queiram quer não, vamos reforçar as nossas capacidades militares, necessárias em termos de dissuasão".

O míssil Khorramshahr é capaz de carregar várias ogivas e tem um alcance de até 2.000 km. Pela resolução, os iranianos não poderiam participar de atividades relacionadas a mísseis que tem capacidade de carregar armamentos nucleares. Vamos desenvolver os nossos mísseis e também as nossas forças aérea, terrestre e marítima.


O presidente Hassan Rouhani prometeu ontem que seu país continuaria a reforçar seu programa de mísseis balísticos, em meio a crescentes tensões com os EUA.

O Irã desenvolveu um vasto programa balístico nos últimos anos, que preocupa os Estados Unidos e também a Arábia Saudita, sua principal rival na região, e a alguns países europeus como França e Israel, seu grande inimigo.

Também referem que o Irão possui a tecnologia necessária para aumentar o alcance dos seus mísseis até agora limitado a 2.000 quilómetros.

Trump deve tomar uma decisão até meados de outubro, a fim de se certificar que o Irã está cumprindo o acordo, conhecido como Plano Conjunto de Ação Conjunta (JCPOA, na sigla em inglês). "Não há violações", apontou a diplomata, que lembrou que o pacto se atém estritamente ao programa atómico iraniano e que a agência especializada da Organização das Nações Unidas, a AIEA (Agência Internacional de Energia Atómica), certificou repetidamente o cumprimento do acordo por parte de Teerão.


Popular

CONNECT