Coreia do Norte diz que EUA declararam guerra ao país

"Trump proclamou que a nossa liderança não permaneceria por muito tempo", afirmou o ministro a repórteres em Nova York.

Trump e o ministro norte-coreano trocaram ataques durante o último chamado.

Na ONU, a Coreia do Norte classifica Trump de megalómano e "rei mentiroso", cita a agência francesa. "Presidente do Mal", conheceu este sábado um novo episódio com o discurso do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Na sexta-feira (22) a Coreia do Norte ameaçou testar uma bomba de hidrogênio de escala sem precedentes sobre o oceano Pacífico.


Em relação à Coreia do Norte, foi dito que "não cooperou com o Governo dos Estados Unidos em qualquer aspeto".

Horas antes, o líder norte-coreano havia atacado Trump verbalmente, o descrevendo como "mentalmente trastornado" e ressaltando que ele "pagará caro" por sua ameaça. "Perante esta declaração, todas as opções estarão em cima da mesa", disse Ri Yong-ho, citado pela CNN, acrescentando que o mundo "deve lembrar-se claramente" que foram os EUA que declararam guerra em primeiro lugar.

"Foi no ponto mais setentrional da zona desmilitarizada que uma aeronave ou um bombardeiro americano voou pela costa norte-coreana no século XXI, demonstrando o quão sério nós levamos o comportamento perigoso da Coreia do Norte", refere a porta-voz do Pentágono, Dana White, em comunicado, citado pela agência francesa AFP. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atenção! Os comentários do site são via Facebook!


Popular

CONNECT