Micale não suporta derrota e é demitido pelo Atlético-MG

Rogério Micale chegou ao time profissional do Atlético credenciado pela conquista do ouro olímpico nos Jogos Rio 2016 e também pela passagem de quase sete anos no comando do time sub-20 do próprio Atlético-MG. O primeiro gol do Leão saiu aos logo aos dois minutos.

"Venho anunciar que o Micale não é mais treinador, hoje jogo decisivo pra gente buscar a vaga na libertadores, não pode aceitar perder para o vitória dentro de casa".

Micale deixa o Galo após 13 jogos, com cinco vitórias, três empates e cinco derrotas, com seu time marcando 10 gols e sofrendo 14.

Atuando como mandante, se esperava um Atlético agressivo nos primeiros minutos de jogo.

Com este resultado, o Rubro-Negro chegou a 29 pontos e deu um verdadeiro salto na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, saindo da zona de rebaixamento e parando no 16º lugar.

Mas ter o controle da partida não significou que muitas chances foram criadas. O Vitória finalizou duas vezes na etapa inicial e marcou na única que acertou, com Neilton. O principal e mais preocupante é o lateral direito Marcos Rocha, que lesionou o joelho e fica fora por tempo indeterminado. Trellez fez o terceiro no final do segundo tempo e fechou o jogo com a vitória da equipe baiana.

Na luta contra o rebaixamento, o Vitória levou a melhor em cima do Atlético-MG, na noite deste domingo (24), no Independência. O Z-4 ainda conta com Ponte Preta, Coritiba e Atlético-GO.

Victor, Alex Silva, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Otero, aos 17 do 2º), Yago, Luan (Marlone, aos 33 do 2º), Cazares e Valdívia; Fred (Rafael Moura, aos 22 do 2º).

VITÓRIA - Caíque; Ramon, Kanu, Wallace Reis e Geferson; Fillipe Soutto, Uillian Correia e Yago (René); David (Kieza), Tréllez e Neílton (Júnior).


Popular

CONNECT