SBT é processado após constrangimento de Maisa com Dudu Camargo

Segundo uma publicação do jornal Folha de São Paulo, o MPT-SP (Ministério Público do Trabalho) está processando a emissora de Silvio Santos em uma multa no valor de R$ 10 milhões por danos coletivos. No episódio, Silvio sugeriu que a jovem de 15 anos namorasse o apresentador Dudu Camargo, 19.

Segundo o ministério, ela "sofreu grave constrangimento diante da violação de sua privacidade, intimidade e honra, caracterizando lesão aos direitos da personalidade, mediante abuso do poder hierárquico e discriminação do gênero feminino pela forma de tratamento dispensada às profissionais".

A polêmica envolvendo Maisa Silva, Dudu Camargo e Silvio Santos continua. Maisa não gostou dos comentário do apresentador e rebateu: "então eu posso ir embora".

Segundo informações do R7, o MTP apresentou à emissora um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), pedindo que eles se comprometessem a "não permitir, tolerar ou submeter seus empregados a situações de ofensas pessoais, xingamentos, humilhações, desrespeito, situações vexatórias ou condutas que implicassem desrespeito à pessoa humana".

Para o procurador do trabalho, Gustavo Accioly, responsável pelo caso, "os atos praticados por estes apresentadores têm projeção difusa que influenciam não apenas o conjunto de trabalhadores como também toda a sociedade com o mau exemplo". Nesse caso, o apresentador chutou uma caixa de papelão onde estava a assistente de palco. O golpe teria atingido a região da nuca, ao que ela "deu um grito e caiu sentada no chão, visivelmente assustada e possivelmente machucada", menciona a nota do processo. Em tom debochado, o apresentador afirmou que ela iria "para a rua" por ser uma funcionária rebelde.


Popular

CONNECT