Incêndios deixam mais de 20 mil desabrigados na Califórnia

Mais de 100 pessoas foram reportadas como desaparecidas na sequência dos incêndios no estado norte-americano da Califórnia, informou esta terça-feira um condado do norte daquele estado.

Dados oficiais revelam que quase 30 mil hectares já foram destruídos pelas chamas, principalmente em Napa e Sonoma, incluindo uma região conhecida por sua produção de vinhos.

Além da mata e das construções, também estão ameaçadas as vinícolas desta região, uma das principais produtoras de vinho dos EUA.

O governador da Califórnia, Jerry Brown, declarou na segunda-feira o estado de emergência em pelo menos oito condados, devido aos incêndios que provocaram pelo menos dez mortos, sete dos quais em Sonoma, e pelo menos cem feridos, segundo o mais recente balanço.

Os incêndios também obrigaram à retirada de 20 mil pessoas e destruíram 1.500 habitações e estabelecimentos comerciais, estando a ser considerados pelas autoridades como uma das piores situações de emergência naquele estado norte-americano.

Segundo as autoridades californianas, ao menos 10 focos de incêndio estão concentrados em 465 km².

Centenas de bombeiros e policias de outras regiões deslocaram-se para a Califórnia para reforçar a luta contra o fogo, com as autoridades a referirem que esperam que as temperaturas mais baixas e os ventos mais fracos ajudem a travar os incêndios.

No condado de Mendocino, uma pessoa morreu e duas ficaram gravemente feridas diante do avanço das chamas.

"Há muita devastação, pessoas andando por aí que perderam tudo".


Popular

CONNECT