Salgado foi bóia de salvação para o processo e outras pessoas

"Quando se finalmente conhece a acusação, há muito que a opinião publica foi com mensagens distorcidas", sustentou a defesa de Ricardo Salgado.

"Ricardo Salgado foi uma espécie de boia de salvação para um processo que se estava a afogar nas suas múltiplas teses contraditórias e também uma salvação para outras pessoas", insistiu o advogado. A conferência de imprensa está agendada para às 11h num hotel em Lisboa, avança a SIC Notícias.

Francisco Proença de Carvalho leu esta manhã um comunicado e não respondeu a qualquer pergunta dos jornalistas.

Ricardo Salgado vai amanhã, quinta-feira, pronunciar-se sobre o despacho final do Ministério Público esta terça-feira divulgado, onde são o ex-banqueiro também é visado. Sublinhou que o Salgado "esteve sempre ao dispor das autoridades" e "manteve sempre o respeito institucional apesar das múltiplas violações dos seus direitos por quem tinha o dever de garantir que fossem respeitados".

Na leitura de um comunicado, sem direito a perguntas, a defesa de Ricardo Salgado teceu várias críticas à investigação, incluindo as violações do segredo de justiça e várias irregularidades.

Os advogados consideram que a acusação da Operação Marquês "ficará na historia da justiça portuguesa como o pior exemplo de violação direitos e garantias que um cidadão deve ter no século XXI".

O antigo presidente do BES, Ricardo Salgado, está acusado de 21 crimes, nomeadamente, corrupção ativa de titular de cargo político, corrupção ativa, branqueamento de capitais, abuso de confiança, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada.


Popular

CONNECT