Veja onde assistir: Botafogo x Chapecoense ao vivo

Quando Alan Rushel cobrou uma falta para a área e Túlio de Melo desviou para a defesa de Gatito Fernández com apenas dois minutos de jogo, ficou a expectativa de que seria um primeiro tempo eletrizante.

Com o resultado, o Botafogo chegou a 43 pontos e encostou no G-4 [que dá vaga direta para a Libertadores]. Mas não foi isso que aconteceu.

Provável Botafogo: Helton Leite; Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Matheus Fernandes, Bruno Silva, Rodrigo Lindoso e João Paulo; Pimpão e Brenner.

De tanto insistir, o Botafogo foi buscar a virada aos 49 minutos. O lateral direito Arnaldo e o zagueiro Joel Carli retornam ao time.

Com três volantes de ofício, o Botafogo mais uma vez deixava claro que prefere os jogos em que a missão de propor não é sua. Um dos melhores lances ocorreu com Brenner após chute cruzado de Guilherme. O Alvinegro chegou ao empate com Brenner, seis minutos depois. Na criação, a dúvida é entre João Paulo, este com mais chances, e Marcos Vinicius.

Mesmo com um desempenho ofensivo nulo até então a Chapecoense conseguiu abrir o marcador aos 14 minutos. Túlio de Melo dividiu com o marcador e cruzou na segunda trave.

A única oportunidade de perigo veio em jogada parada, aos 18 minutos. Brenner mostrou faro de artilheiro e completou para o fundo das redes. O terceiro gol cosecutivo do atacante, que terá a missão de substituir até o fim do ano Roger, que se submeteu a uma cirurgia para a retirada de um tumor benígno no rim.

As equipes trocaram bons ataques e a Chapecoense quase voltou a ficar na frente em finalização de Túlio de Melo depois de cruzamento rasteiro de Apodi. Rodrigo Pimpão levantou bola na área, e Vinícius Tanque cabeceou para o gol.

O Botafogo volta a campo já neste sábado, quando faz o clássico carioca com o Vasco no Maracanã, no Rio de Janeiro, às 19h (de Brasília). No domingo, a Chapecoense recebe o Flamengo, às 17 horas, na Arena Condá, em Chapecó (SC).


Popular

CONNECT