Com expectativa de Vila cheia, Paraná Clube recebe o Criciúma

O Paraná ganhou mais uma partida na Série B, na noite dessa sexta (13), o Tricolor bateu o Criciúma, de virada, na Vila Capanema e, segue vivo na luta pela sonhada vaga na elite do futebol brasileiro em 2018.

Com o triunfo, o Paraná foi a 52 pontos e retomou a vice-liderança provisória - a diferença para o primeiro fora do G4 é de cinco pontos. Aos 7, polêmica. A arbitragem anotou pênalti de Ianson em Cristovam. Já o Criciúma para nos 42, em 8º lugar, e está seis pontos atrás do 4º colocado. Alex Maranhão cobrou a falta e acertou o gol, abrindo o placar para o Criciúma. O Criciúma não esperou o Paraná.

Na próxima rodada, as duas equipes entram em campo na terça-feira (17), às 20h30.

Local: Estádio Durival de Britto e Silva (Vila Capanema), Curitiba. O árbitro mandou a cobrança voltar e, na segunda fez, a bola morreu no fundo da rede.

O gol abalou o Paraná, melhor mandante da Série A, e o Criciúma esteve perto de ampliar aos 10. Mas, aos sete minutos, Cristovam recebeu na área, foi travado por Ianson e, desta vez, o árbitro anotou a penalidade. Na sequência, Gabriel Dias recebeu na entrada da área, limpou o goleiro e ficou com gol aberto, mas tocou fraco e Nino salvou de forma espetacular em cima da linha. No escanteio cobrado por Renatinho, Luiz saiu mal do gol e Maidana, de cabeça, deixou tudo igual no placar.

- Expulsou goleiro nosso dentro da área, antes lance do jogador do Paraná estava impedido, deu pênalti depois voltou atrás, deu amarelo aqui, tanto pra nós quanto pro Paraná (banco). Lances de perigo para ambos os lados, expulsão do goleiro Luiz, pressão dos donos da casa e boas respostas do Tricolor Carvoeiro deram o tom do jogo, principalmente na etapa inicial. Logo no primeiro minuto da segunda etapa, saindo do campo de defesa, o zagueiro Brock avançou no campo e arriscou chute forte de longe, obrigando Edson a espalmar para escanteio.

No intervalo, Nino, que passou a semana gripado, deu lugar a Ianson. Com um a mais e jogando em casa, o Paraná pressionou logo no início, e criou chances para marcar mais um. Depois de muita reclamação, três minutos depois Igor Benevenuto anulou a marcação. Aos 14, em cobrança de falta frontal ao gol do Criciúma, João Pedro bateu com muita categoria no ângulo esquerdo e, apesar dos esforços da barreira e de Edson, virou o jogo para o Paraná. Aos 47 minutos, bola na área paranista e a defesa conseguiu tirar no meio da confusão. O Tigre tentou reagir, mas com um a menos ficou complicado. Aos 31 minutos, Maidana ajeitou para trás e Brock cabeceou para fora.

Paraná: Douglas Baldini; Cristovam, Iago Maidana, Eduardo Brock e Igor; Gabriel Dias, Vinícius Kiss (Jhony), Renatinho e João Pedro (Luiz Otávio); Robson (Vitor Feijão) e Alemão. Assim, o Paraná teve calma para assegurar seu resultado e, diante de um time desgastado por ter um a menos, garantiu sua nona vitória seguida como mandante.


Popular

CONNECT