Justiça suspende estreia de filme sobre a tragédia da Chapecoense

A Justiça de Santa Catarina decidiu suspender a divulgação do documentário "O Milagre de Chapecó", que narra a história do acidente aéreo que matou 71 pessoas, ano passado, na Colômbia.

"A requerida [Trailer LTDA] descumpriu seu dever contratual de informar a requerente com periodicidade sobre o plano de trabalho, filmagens e demais detalhes sem qualquer comunicação ou mesmo autorização da requerente e, pasme, sem nunca ter enviado qualquer material para análise da requerente!", diz trecho da ação da Chape. A estreia do filme estava prevista para o dia 30 de novembro, mas também foi vetada.

"O objetivo era contar a história da Chapecoense, com ênfase na façanha esportiva anterior ao acidente aéreo no qual 71 pessoas perderam a vida e na coragem para reconstrução do clube, justamente por não compactuar com a utilização sensacionalista do fatídico episódio", informou o departamento jurídico da Chape.


Ao site, a produtora Trailer Ltda, que fica no Uruguai, disse que ainda não foi notificada pela Justiça brasileira, mas que já pediu que o trailer seja retirado das salas de cinema e da internet.

A Justiça pede que o trailer seja retirado do ar 48 horas após a intimação sob risco de multa de 50 mil a 500 mil reais. Nós somos o único documentário que desde o início se ofereceu para homenagear o clube, a cidade de Chapecó e as vítimas do acidente e a doar parte dos lucros às famílias. A família deixou a sala de cinema chorando e, segundo a assessoria da Afav-c, foi assim que a associação soube da produção.


Popular

CONNECT