Após escapar de investigação, Temer diz que "a verdade venceu"

"Um país respeitado no cenário internacional, confiável nas relações comerciais, com credibilidade para atrair investidores nacionais e estrangeiros, gerando emprego e renda para todos", disse ele, defendendo a eficiência do seu governo na área econômica e agradecendo, em seguida, aos deputados que votaram ontem contra a continuação das denúncias que pesavam sobre ele por obstrução à justiça e organização criminosa.

"O Brasil é sempre maior do que qualquer desafio e ficou ainda mais forte depois de ter suas instituições testadas de forma dramática nos últimos meses". Prevaleceram as garantias individuais e institucionais da nossa Constituição. "Faremos ainda mais com a ajuda do Congresso e de todos os brasileiros".

Na gravação em vídeo publicada em suas redes sociais, Temer fez agradecimentos aos deputados que se mostraram comprometidos com o governo federal e disse que já vê melhoras no país a partir de ações efetivas de sua gestão. A despeito da crise política que o país atravessa desde que vieram a público as colaborações premiadas dos executivos da JBS, o presidente alegou que "a normalidade do país nunca foi afetada e agora prossegue ainda mais forte".


Enquanto isso, a inflação despencou, os juros caem de forma responsável e consequente. Essa é a maior obra do meu governo - ressaltou. Estamos consolidando avanços na educação e na saúde. Como tem sido praxe nas últimas inserções publicitárias do governo, o presidente exaltou o panorama econômico do Brasil: "Com a melhora da economia, estamos reencontrando os empregos, os investimentos estão voltando e o consumo das famílias está crescendo", defendeu. Os programas sociais continuam e serão sempre minha prioridade, os salários recuperaram o poder de compra. "A perseverança derrotou o medo", diz.

O presidente foi submetido na quarta-feira a um procedimento para desobstrução do canal da bexiga após passar mal pela manhã no Palácio do Planalto. Temer chegou ao Planalto por volta do meio dia e à tarde terá agenda normalmente.

Para efeitos práticos, a vitória obtida no plenário da Câmara garante Temer na presidência [VIDEO] até o final do seu mandato, que encerra no dia 31 de dezembro de 2018.


Popular

CONNECT