Cícero marca e Grêmio sai em vantagem na final contra o Lanús

Dominado no primeiro tempo, o time brasileiro contou com duas belas defesas de Marcelo Grohe para levar o placar zerado para o vestiário. Nesta noite de quarta-feira, no primeiro jogo da decisão da Libertadores, na Arena do Grêmio, as coisas aconteceram realmente de onde menos se esperava. Edílson arriscou, Cortez mandou uma bomba, Jael também tentou, só que foi Cícero quem marcou o gol da vitória gaúcha.

As duas equipes iniciaram a partida estudando uma a outra. O goleiro Marcelo Grohe projeta dedicação total do grupo gremista. Enfrentamos um time que sabe propor o jogo.

Hoje o Grêmio começa a decidir um dos títulos mais importantes de sua história. O Grêmio, no entanto, criou as melhores chances e foi premiado com o gol na etapa final.


Na segunda etapa, o Tricolor veio para campo com uma nova postura. Sem a mesma liberdade da primeira etapa, o time argentino tinha dificuldades de sair do campo de defesa e entregava a bola para o ataque gremista. O adversário deve jogar com Andrada, Gómez, Guerreño, Braghieri e Velázquez; Marcone, Pasquini, Alejandro Silva e Martínez; José Sand e Acosta.

Pode-se dizer a rigor que o panorama desse jogo entre Grêmio e Lanús foi praticamente uma reprise do segundo jogo da semifinal da Libertadores, quando o tricolor gaúcho garantiu na Arena a classificação diante do Barcelona, de Guayaquil. Renato Gaúcho mexeu na equipe, com as entradas de Cícero e Jael, para as saídas de Jaílson e Barrios, respectivamente. Conforme o final da partida se aproximava, a equipe gremista perdia fôlego e não conseguia imprimir o mesmo ritmo da início da segunda etapa. Após confusão na área, Jael escorou de cabeça e Cícero mostrou oportunismo de centroavante para vencer o goleiro Andrada e garantir o triunfo aos gaúchos.


Popular

CONNECT