Moacyr Franco fala sobre demissão do SBT: "Salário insignificante"

Em um vídeo divulgado em seu canal no YouTube, o ator falou que a dispensa se deu por corte de custos da emissora de Silvio Santos.


"Esperava que o SBT fosse me usar mais na dramaturgia...andei dando algumas ideias lá, mas não rolaram", declarou o ator e humorista em vídeo publicado na internet. Fiquei só com 30%. "Embora haja boatos de que há apresentadores ganhando milhões e milhões, mas isso é um problema deles e eu tenho que cuidar da minha vida, e tentar melhorar meu salário e minha vida", contou. Tenho uma vida muito bonita, faço muitos shows em teatros, shows, clubes. Meu considero um veterano com fôlego o suficiente pra ficar muito tempo ainda trabalhando. "Brinquei na hora que disseram que eu tava fora, que eles me contrataram como chefe, tô falando de cozinha, e estão me usando como lenha". Eu estava muito longe de tudo o que eu podia fazer na casa. E, quanto ao salário, não tenho nem como aceitar a brincadeira de que meu salário comprometia o salário dos colegas. "Muito pelo contrário, o SBT me deu muita oportunidade", disse o humorista, que revelou receber R$ 40 mil por mês. "Estou muito triste. Ainda não tive coragem de falar com ele". Ele apresentou “A Mulher É um Show”, em 1986, e retornou em 1997 para apresentar o “Concurso de Paródias”, em 1997. Lá ele atuou nos seriados Ô Coitado (1997-1999) - com Gorete Milagres - e Meu Cunhado (2004-2006) - com Guilhermina Guinle e Ronald Rios, e assumiu a função de Diretor de Criação da emissora, em 1998. O humorista de 81 anos se espantou ao saber que seria demitido já que, segundo ele, seu salário era "insignificante" perto do orçamento da emissora. Eu vou continuar fazendo o Raul, a casa permitiu que eu continuasse lá, e é capaz até de pintar um cachêzinho. "Saí de todas as emissoras de televisão e até hoje sou querido por todas". Obrigado todos vocês que se preocuparam comigo, que estão comigo para sempre.


Popular

CONNECT