Coreia do Norte faz novo teste com míssil balístico

Vários indícios levaram as autoridades a suspeitarem que se tratavam de pescadores da Coreia do Norte: 11 caixas de tabaco do país foram encontradas perto de um dos corpos, enquanto inscrições em coreano eram visíveis nos coletes salva-vidas e no barco, indicou a polícia. "Estamos avaliando a situação e forneceremos mais detalhes assim que possível", acrescentou.

A Coréia do Norte disparou um míssil não identificado da Província de Pyongan Sul na manhã desta quarta-feira (29) - terça-feira, no horário de Brasília, afirmou o Chefe de Estado-Maior da Coreia do Sul.

Esta terça-feira, a Reuters já tinha citado peritos do governo norte-americano que davam como garantido que Pyongyang ia realizar um novo teste muito em breve.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, foi informado sobre o teste ainda o míssil estava no ar, avança a Casa Branca.


Seul referiu-se hoje a sinais de atividade numa base de mísseis norte-coreana. A primeira a noticiar o lançamento foi a agência de notícias Yonhap.

O Ministério da Defesa do Japão informou à rede de TV NHK que o projétil voou por 50 minutos antes de cair no mar. Em resposta, o gabinete do premiê Shinzo Abe convocou uma reunião de emergência e protestou nos mais firmes termos contra o lançamento.

Na última semana, os Estados Unidos colocaram a Coreia do Norte na lista de países patrocinadores do terrorismo e aplicaram novas sanções por causa do programa nuclear do regime liderado por Kim Jong-un.


Popular

CONNECT