Voto de relator sobre futuro de Lula já está pronto

O Estado apurou que o petista será sentenciado, até as eleições, nas quatro ações penais sob tutela dos juízes Vallisney de Souza Oliveira e Ricardo Leite, respectivamente titular e substituto da 10ª Vara Federal em Brasília, especializada em lavagem de dinheiro e onde tramitam os processos relacionados às operações Lava Jato e Zelotes. A apelação de Lula chegou ao TRF4 em 23 de agosto.

O desembargador João Paulo Gebran, amigo e admirador de Sérgio Moro, acelerou as "providências" para ser o "grande eleitor" de 2018 e deixou vazar para a imprensa que concluiu seu voto - cujo conteúdo é fácil de adivinhar - sobre o recurso de Lula contra a sentença de Sérgio Moro no estranho caso do triplex que "é", mas não é nem nunca foi, do ex-presidente. As informações são do jornal Zero Hora.

O processo agora vai para o revisor da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Leandro Paulsen, que decidirá se aceita ou rejeita o recurso da defesa de Lula. Pelos trâmites internos, Paulsen irá vistoriar o voto do relator, preparar seu próprio voto e encaminhar ambos para o terceiro membro do colegiado, Victor Luis dos Santos Laus.

Os votos de todos os desembargadores da Turma ficarão em sigilo até o dia do julgamento, que ainda não tem data marcada.

O ex-presidente foi acusado de ocultar a propriedade de uma cobertura triplex em Guarujá, no litoral paulista, recebida como propina da empreiteira OAS, em troca de favores na Petrobras.

Leia a notícia na íntegra no site da Gazeta do Povo.


Popular

CONNECT