CNH será modificada para cartão com chip

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ganhará um novo formato: ao invés de ser emitido em papel, o documento passará a ser um cartão de plástico, que conterá um chip.

Os órgão e departamentos de trânsito do Brasil tem até o dia 1º de janeiro de 2019 para se adequar e adotar o novo modelo de CNH.

Até o momento, não foram divulgados mudanças nos valores para tirar ou renovar a carteira.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) terá mais uma mudança. Os demais estados terão até fevereiro de 2018 para aderir ao novo sistema, seguindo determinação do Contran. A versão em cartão será emitida na renovação e nas emissões da primeira ou segunda via do documento.

Segundo o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, a nova CNH pretende não apenas reduzir o número de fraudes, como também aumentar a durabilidade do documento, além claro de fornecer uma integração mais precisa até mesmo com outros países. As pessoas que tiverem o documento válido em papel não serão obrigados a realizar a troca, que acontecerá na hora da renovação. O novo modelo se assemelha a um cartão de crédito, com gravação a laser dos dados e com chip.

A mudança também possibilita a "universalidade" do documento que pode servir futuramente para pagamento de transporte de ônibus, pedágio, bem como controle de acesso a prédios públicos e identificação biométrica. As chaves de acesso aos dados gravados no chip serão controladas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que também poderá permitir que outras entidades tenham acesso a algumas informações gravadas no chip.


Popular

CONNECT