Maioria da Executiva do PMDB apoia fechar questão sobre reforma — Jucá

Segundo o líder da sigla na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP), a expectativa é de que o fechamento de questão seja aprovado, pois já há maioria para isso.

"Fechar questão é o mínimo que o partido do presidente da República pode fazer para garantir a estabilidade", afirmou o líder do PMDB.

"[Haverá] fechamento de questão com punição". A nossa posição é favorável, a bancada já sabe disso, e aí cada um avalia. Com isso, pela decisão, todos os deputados do partido deverão votar a favor da proposta de emenda à Constituição que trata do tema. A reforma da Previdência enfrenta resistência mesmo entre parlamentares da base, mas o governo ainda trabalha no convencimento de aliados. Nessa segunda-feira (4), no entanto, o parlamentar indicou que o governo poderá garantir até 325 votos a favor da reforma da Previdência - mais do que os 308 necessários para a aprovação. Atualmente, o partido detém a maior bancada na Câmara, com 60 deputados.


"A gente espera que os partidos possam entender o posicionamento do PMDB e também possam fechar questão. Acho que, conversando, o DEM terá um número bem grande de parlamentares votando a reforma da Previdência", desconversou. "Acho que isso facilita a votação dos deputados federais", afirmou o presidente da legenda.

Ele só defenderá oficialmente o fechamento de questão a favor da matéria quando a data da votação for marcada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

"Votando na Câmara, e já está apertado para votar, a discussão e votação no Senado só se dará em fevereiro", disse Jucá.


Popular

CONNECT