Homem se masturba e ejacula em passageira durante voo para Brasília

O passageiro de 51 anos, que ejaculou em uma mulher, em voo que saiu de Belém com destino a Brasília, nessa sexta-feira (8), foi liberado, na tarde deste sábado (9), no Distrito Federal.

Segundo a Polícia Federal, o acusado teria cometido a violência enquanto a vítima dormia na poltrona ao seu lado.

O advogado das vítimas contou que uma delas acordou ao sentir que o homem havia pegado sua mão e colocado sobre o órgão sexual dele.


Uma passageira que estava sentada na mesma fileira presenciou o fato e tentou agredir o acusado. Meio desacordada, a mulher percebeu que a mão estava suja e com cheiro característico de ejaculação. A vítima foi acomodada pelos comissários da Gol em outro acento para terminar a viagem. A ocorrência foi registrada como contravenção de importunação ofensiva ao pudor. Quando o avião aterrou em Brasília, o piloto manteve as portas da aeronave fechadas até à chegada dos agentes, que detiveram o acusado e impediram que ele fosse alvo da fúria dos outros passageiros. A Polícia Civil, no entanto, não aceitou a versão e acredita que ele ejaculou na passageira. Ele negou a acusação e disse que, na verdade, tossiu em cima da passageira durante uma crise de tosse.

"A tripulação agiu imediatamente imobilizando o agressor e, paralelamente, o comandante comunicou a Polícia Federal, seguindo para o aeroporto mais próximo onde haveria uma equipe da polícia esperando para efetuar a prisão', diz outro trecho".

Neste momento, a prioridade da Companhia é prestar total assistência às passageiras e colaborar com as autoridades. "A Gol informa ainda que está tomando todas as medidas cabíveis para buscar formas de banir definitivamente o passageiro de todos os voos da empresa", declarou a companhia aérea.


Popular

CONNECT