FAB retoma buscas por avião desaparecido; tempo ruim atrapalha

A família do piloto tinha saído do distrito Nova União, em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, com destino ao município de Juara.

As buscas pelo avião monomotor que desapareceu no sábado, após decolar de Colniza com destino a cidade de Juara serão retomadas nesta segunda-feira. Nesse mesmo contato, teria pedido aos familiares que o buscassem no aeroporto. De acordo com a família, estavam na aeronave o piloto Leandro Ferreira Pascoal, de 28 anos, a mulher dele, Francieli da Costa Resseto Pascoal, e o filho do casal, de um ano e cinco meses.

Leandro fez o último contato às 10h30, onde disse que estava sobrevoando Juruena e que estava a 40 minutos de Juara.

Segundo informações de familiares, a família esperava pelo avião, mas ele não chegou. As buscas pela aeronave tiveram início na manhã deste domingo (10), mas ainda não há sinal nem do avião e nem dos passageiros. Os celulares de ambos estão fora da área de cobertura.

Equipe do Corpo de Bombeiros conta com o apoio da Aeronáutica, inclusive um avião modelo SC-105 Amazonas e o helicóptero H-1H da Força Aérea Brasileira (FAB) foram cedidos para realizar as buscas.

A aeronave era um ultraleve, prefixo PUMMT, modelo Paradise P1, registrada no nome de Leandro, e só era autorizada a fazer voos particulares, sem fins comerciais.

Segundo a FAB, a operação de busca e salvamento é coordenada pelo Salvaero Amazônico e se concentra nas proximidades de Juruena (MT). A aeronave pertence ao piloto.

Bastante preocupados, parentes então procuraram as autoridades e informaram a respeito do desaparecimento.


Popular

CONNECT