Explosão em agência de notícias afegã deixa dezenas de mortos em Cabul

Quando as pessoas corriam para resgatar os afetados; ocorreram pelo menos duas outras detonações do lado de fora do prédio. O atentado também atingiu a Agência Voz Afegã, um meio de comunicação próximo ao centro cultural, que também poderia ter sido alvo.

O centro cultural Tabayan alberga também uma mesquita e os escritórios da agência de notícias afegã Sada-e-Afghan, inicialmente considerada como possível alvo do ataque. Morreram pelo menos 40 pessoas na sequência do ataque e 30 ficaram feridas.

A agência de notícias Reuters cita uma testemunha que afirma que o número de vítimas pode ainda aumentar, pois entre os estudantes que assistiam a um painel de discussão com pesquisadores há feridos graves. Eu não vi o homem-bomba. Todo mundo gritava e chorava. "Todos pediam ajuda", completou. Segundo ele, havia mulheres e crianças entre as vítimas.

No final de maio, Cabul registou o pior atentado no país desde 2001, quando um camião carregado de explosivos causou 150 mortos e mais de 300 feridos.


"Cinco deles estão em situação crítica e nossos médicos tentam salvar suas vidas", afirmou Sabir Nasib, diretor geral do centro médico.

Este foi o mais recente de uma longa lista de atentados em Cabul, uma das cidades mais perigosas do planeta.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI), que reivindicou o atentado de segunda-feira perto da sede do serviço de inteligência, executou recentemente vários ataques no Afeganistão, sobretudo contra a minoria xiita em Cabul. Os talibãs também atacam regularmente as forças de segurança do país.


Popular

CONNECT