EUA impõe sanções a quatro generais venezuelanos

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos sancionou nesta sexta-feira por corrupção ou responsabilidade em atos de repressão quatro funcionários venezuelanos, cujo governo respondeu assegurando que o Exército não "se dobrará" às forças "supremacistas" dos Estados Unidos.

Quatro generais, na ativa ou reformados, tiveram seus bens congelados e estão proibidos de entrar em território americano: Rodolfo Torres, Francisco Rangel Gómez, Gerardo Torres e Fabio Zavarse Pabón.

A medida congela todas as posses que eles tenham na jurisdição americana e proíbe que os cidadãos dos EUA negociem com eles.

"A FAMB (Força Armada Nacional Bolivariana) nunca se dobrará diante de qualquer poder estrangeiro e muito menos diante das forças imperialistas e belicistas do governo supremacista de Donald Trump". "Os membros das Forças Armadas venezuelanas podem evitar sanções respeitando o estado de direito e mudar seu comportamento", afirmou a porta-voz.

Classificada pela oposição como manobra do presidente Nicolás Maduro para estabelecer uma ditadura, a Constituinte não é reconhecida pelos Estados Unidos.


Popular

CONNECT