Ministro da Saúde confirma saída do governo, mas data ainda é indefinida

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), anunciou nesta quinta-feira (4) que vai deixar o cargo para disputar a reeleição para o cargo de deputado federal nas Eleições 2018. Vou concorrer à reeleição de deputado federal.

O ministro fez o anúncio durante uma entrevista coletiva no ministério sobre a execução orçamentária da pasta em 2017.

Dia 7 de abril é o último dia para ministros e governadores deixarem os cargos para participar das eleições. Barros disse que a data de saída depende do presidente Michel Temer. Teve 12 casos suspeitos, nenhum foi confirmado, o que provoca excesso de zelo. Vou concorrer à eleição como deputado federal e fico no ministério até a data que o presidente me solicitar, desde que seja até sete de abril - afirmou. A vice-governadora conta justamente com a possibilidade de assumir o governo por nove meses com a saída de Richa para alavancar sua pré-candidatura a um novo mandato junto aos deputados da base governista.

Nos últimos dias, os ex-ministros Ronaldo Nogueira (PTB), do Trabalho, e Marcos Pereira (PRB), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, pediram demissão para se dedicarem às suas campanhas para a disputa eleitoral deste ano. Quem irá ocupar o cargo é a deputada federal Cristiane Brasil (PTB), filha de Roberto Jefferson.


Popular

CONNECT