Calendário de saques do PIS/Pasep será divulgado na próxima semana

Somado a isso, a Medida Provisória estabeleceu também que os dependentes (ou herdeiros) dos cotistas terão os valores creditados automaticamente em sua conta de banco, mesmo que não sejam clientes Banco do Brasil ou Caixa Econômica. Quanto ao PIS, mais de 2,7 milhões de pessoas poderão sacar o total disponível de R$ 4,6 bilhões.

A partir desta segunda-feira (08), mulheres com 62 anos ou mais e homens com 65 anos ou mais poderão sacar o dinheiro.

Em 26 de dezembro, o presidente Michel Temer assinou a medida provisória (MP) que reduz para 60 anos a idade mínima para o saque das cotas do PIS/Pasep.

Os recursos do abono são destinados ao trabalhador do setor público ou privado que tenha contribuído para o PIS ou Pasep até 4 de outubro de 1988 e que não tenha feito o resgate total do saldo do fundo. Homens e mulheres a partir de 60 anos têm direito ao saque dos dois programas. Se forem acrescidos os beneficiários que têm direito às cotas do PIS/Pasep, mas ainda não fizeram a retirada, a liberação de recursos na economia pode chegar a R$ 21,4 bilhões este ano, beneficiando até 10,9 milhões de cotistas. Nas páginas, o trabalhador pode visualizar a data de início do pagamento e os canais disponíveis, além da melhor opção de pagamento, antes de se dirigir a um dos canais oferecidos.


Estaremos publicando o novo calendário de saque do PIS/Pasep 2018, que sai nesta segunda, 08 de janeiro, assim que tivermos acesso as informações fornecidas pela entidade responsável.

Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Cotas de valores reduzidos puderam ser retiradas em terminais de autoatendimento. Os valores acima de R$ 3 mil devem ser sacados nas agências, mediante apresentação de documento oficial de identificação com foto. A Caixa, responsável pelo PIS, e o Banco do Brasil, administrador do Pasep, fazem esse pagamento de acordo com um calendário anual.

Para realizar saques basta o comparecimento da pessoa a uma das agências da Caixa Econômica Federal, (para trabalhadores da iniciativa privada) ou numa agência do Banco do Brasil, (servidores civis e militares).

Os detalhes referentes as retiradas ficará ao encargo de cada instituição financeira. Tem direito ao benefício as pessoas que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988 e já têm mais de 60 anos de idade.


Popular

CONNECT