Ferro Rodrigues recorda "nobreza de caráter" de Rui Pena

Mais de 20 anos depois, já em 2001, Rui Pena voltou ao governo para ocupar o cargo de ministro da Defesa Nacional.

Rui Pena morreu hoje de manhã, aos 78 anos, em Lisboa, informou o escritório de advogados que fundou.

"A CMS Rui Pena & Arnaut comunica com profundo pesar e tristeza o falecimento do seu Sócio fundador, Dr. Rui Pena", pode ler-se na página da sociedade na internet. Foi ministro da Defesa Nacional entre 1999 e 2002.

Presidente do Instituto da Sociedade de Advogados da Ordem dos Advogados desde 2006, Rui Pena era também membro do Conselho Consultivo da Associação das Sociedades de Advogados Portugueses (ASAP) desde 2011. "Tive o enorme privilégio de com ele trabalhar intimamente desde a Revolução de Abril de 1974, incluindo o enorme prazer de ter sido seu colega de governo", afirmou António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, na nota enviada à Lusa.

Ferro Rodrigues recorda também que Rui Pena teve "uma intensa atividade política no seu currículo", primeiro como "destacado militante do CDS, tendo assumido a pasta da Reforma Administrativa do II Governo Constitucional, quando, pela mão do então primeiro-ministro, Mário Soares, o PS se coligou com o CDS".


Popular

CONNECT