Estado de SP terá vacinação em massa contra febre amarela

A Secretaria de Estado da Saúde anunciou a ampliação da vacinação contra a febre amarela para todo o Estado de São Paulo após a morte de três pessoas nos últimos dias.

No total, 19,7 milhões de pessoas em 75 municípios vão ser vacinadas.

Entre fevereiro e março deste ano, 2,5 milhões de baianos vão receber a vacina contra a Febre Amarela em doses fracionadas. O objetivo é evitar a expansão da doença para locais ainda não atingidos, os quais não tinham recomendação para vacinação contra febre amarela. Já a Bahia terá vacinação entre 19 de fevereiro e 9 de março em oito cidades, incluindo Salvador.

A notícia das mortes, no entanto, poderá alterar a decisão previamente tomada pela secretaria de se abrir os parques estaduais, fechados por precaução desde outubro, quando foram identificadas mortes de macacos com suspeita de infecção pela doença.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo atualizou nesta terça-feira (9) para 13 o número de pessoas mortas por contrair febre amarela, no estado desde o ano passado.

Coordenador de Controle de Doenças da secretaria estadual, Marcos Boulos diz que, a partir do próximo mês, haverá o fracionamento da vacina.

A estratégia será aplicar a dose única nas áreas de risco e as fracionadas, que imunizam por até nove anos, nas demais regiões. PÚBLICO-ALVO A aplicação da dose fracionada virá acompanhada de um selo específico, a ser colocado na caderneta de vacinação. Não é indicada para gestantes, lactantes, pessoas com alergia a ovos ou derivados, transplantados e pacientes em tratamento com quimioterapia, radioterapia e com corticoides em doses elevadas.

Para a campanha de vacinação, os estados vão receber recursos do governo federal.

Para isso, o Ministério da Saúde deve repassar aos estados R$ 54 milhões do Piso Variável de Vigilância em Saúde, recurso extra para auxiliar os estados na realização da campanha.

De 2017 até agora foram registrados 29 casos autóctones de febre amarela silvestre confirmados no Estado e os casos que evoluíram para óbito ocorreram nos municípios de Américo Brasiliense, Amparo, Batatais, Monte Alegre do Sul, Santa Lucia, São João da Boa Vista, Itatiba, Mairiporã e Nazaré Paulista.

Já a Prefeitura de Sorocaba disse, por meio de nota, que a Secretaria de Saúde (SES) não recebeu até esta segunda-feira nenhum comunicado oficial da Secretaria do Estado de Saúde sobre a ampliação da vacinação.

Atualmente, o ministério utiliza a dose padrão da vacina contra a febre amarela com 0,5 mL.

Segundo o Ministério da Saúde, de 1º de julho de 2017 a 8 de janeiro de 2018, a Bahia teve 11 casos notificados, 6 descartados e cinco ainda estão sob investigação.


Popular

CONNECT