Infectologista esclarece sobre vacina contra febre amarela

Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, a vacinação irá começar nas regiões onde o vírus está circulando e em locais onde pode chegar rapidamente, como o litoral, mas o objetivo é que, em um ano, atinja todo o estado.

Secretaria de Saúde de Guarulhos, na Grande São Paulo, divulgou neste domingo (7) que um morador da cidade, de 69 anos, morreu vítima da febre amarela no dia 25 de dezembro. Foi o terceiro caso de óbito no estado, confirmado pela doença.

Ao todo, já foram confirmadas doze mortes pela doença no estado desde janeiro de 2017, porém, ainda existem casos em análise. Parques já haviam sido fechados por precaução. Por isso, é importante que a população procure o posto e tome a vacina - disse o secretário municipal de Saúde, Marco Antônio de Mattos, durante uma visita à comunidade do Vidigal, na manhã desta segunda-feira.

Ouça íntegra da entrevista no player abaixo.

O secretário de Saúde de SP, David Uip, um dos mais conceituados infectologistas do país, informa sobre a eficácia da vacina e argumenta que uma dose aplicada é suficiente para a vida inteira, porque ela tem 60 vezes mais anticorpos, então é extremamente protetora e, portanto, definitiva.


Popular

CONNECT