Neve cobre o deserto do Saara

Um dos assuntos mais comentados desta terça-feira (9) é o fenômeno raro que fez nevar no deserto do Saara, o mais quente do mundo.

No domingo (7) uma massa de ar gelado atingiu a cidade de Ain Sefra e a neve cobriu as dunas na parte da manhã.

De acordo com a revista Forbes, essa é a terceira vez que cai neve em um dos maiores desertos do mundo, na África.

Este ano, é a quarta vez que neva no deserto do Sahara.


A neve no Saara foi causada pela alta pressão na Europa.O ar frio subiu e se deslocou até o Norte da África, onde fica o deserto. os argelinos viram a mesma cena em 1979, quando a neve durou menos de uma hora, e, também, no ano passado. As temperaturas subiram ao longo do dia e a neve derreteu.

A cidade de Ain Sefra não estava preparada para receber este fenómeno, e teve dificuldade em resolver o problema do gelo nas estradas e nos carros, uma vez que a temperatura da cidade costuma rondar uma média de 16 graus Celsius em janeiro. Em Dezembro de 2016, já tinha nevado noutra região.

A neve no Saara é "incomum, mas não é inédita", disse uma porta-voz do Met Office, serviço nacional de meteorologia do Reino Unido, ao The Independent.


Popular

CONNECT