São Paulo acerta a venda de Lucas Pratto para o River Plate

Não foi somente o São Paulo que saiu lucrando na venda do atacante Lucas Pratto para o River Plate, da Argentina, por 11,5 milhões de euros (cerca de R$ 44,6 milhões). Eu começaria meu quarto ano no Brasil, mas minha filha não quer que eu fique longe. Estou separado, então é uma questão complicada. O São Paulo fez todo esforço para que eu ficasse. Minha resposta é de agradecimento.

Contratado em fevereiro de 2017, Pratto anotou 14 gols em 48 jogos com a camisa do São Paulo, que detém 50% dos direitos econômicos do argentino.

Assim, os cerca de R$ 40,7 milhões que o Atlético recebeu nas duas negociações fazem de Lucas Pratto o segundo jogador que mais encheu os cofres do Galo na história. O Tricolor ainda tem direito a um bônus por títulos do River Plate até dezembro de 2019 que pode chegar a 3 milhões de euros.


"A negociação vem depois de um pedido pessoal do Lucas, algo compreensível e insuperável para ele". E eu vou dar preferencia ao São Paulo, que fez muito para me trazer em 2017 e me entendeu agora. As negociações foram definidas hoje (segunda), com o gerente-executivo Alexandre Pássaro resolvendo os detalhes todos. Escutei que estava saindo porque não gostei do projeto. Eu estava com muita vontade de ter 2018 bom com São Paulo, mas quem tem filho sabe como é difícil. "Sou filho de pais separados. Minha desculpa, e que é a verdade, é que minha filha precisa de mim", disse. Falei para a diretoria que, se o River não atendesse valores, eu ficaria feliz. Tudo isso porque quer ficar mais perto de sua filha, Pía, de seis anos.

"Não é uma questão de dinheiro". Por que eu vou deixar dinheiro que tenho para receber. Não tem nada de mercenário, de não gostar. Agradeço ao clube a ao torcedor que deu todo o apoio. O Tricolor do Morumbi, no entanto, fez jogo duro e apenas liberou o jogador quando os Milionários aceitaram pagar os 11 milhões de euros previstos no contrato. "Vou dar essa preferência". Agradeço ao clube, à torcida, a meus companheiros e à imprensa por ter paciência no ano passado quando não queríamos falar.


Popular

CONNECT