Banco Mundial corta crescimento de Moçambique para 3,2% este ano

A economia global deve expandir 3,1 por cento em 2018 contra 3 por cento no ano passado, no primeiro ano desde a Grande Recessão de 2008 em que se aproxima ou alcança o potencial de crescimento, disse o Banco Mundial na terça-feira.

No que diz respeito ao continente africano, o Banco Mundial diz que está em curso "uma recuperação modesta, apoiada por uma melhoria nos preços das matérias-primas", nomeadamente o petróleo.

Especialistas dizem que Moçambique cresceu 3,1 por cento no ano passado, enquanto em 2018 o crescimento poderá chegar a 3,2 por cento e 3,4 por cento nos dois anos seguintes.

No entanto, diz o BM, "apesar do crescimento económico ter aumentado em Angola, Nigéria e na África do Sul, as três maiores economias da região, a expansão continua baixa".

Quanto à Angola, o BM reviu em alta a previsão de crescimento para 2018, com uma expansão económica 0,7 ponto maior do que a estimada em Junho, para 1,6% do PIB.

A revisão em alta face à estimativa de crescimento de 2,8% em 2018 calculada anteriormente é impulsionada por uma atividade económica superior à prevista em 2017, que cresceu 3% contra 2,7% antecipado há seis meses, indicou o relatório semestral "Perspetivas Económicas Globais" do BM, hoje divulgado.

O ritmo de crescimento mundial deve enfraquecer para 3 por cento em 2019 e 2,9 por cento em 2020, completou.

A China vai continuar a sua "desaceleração estrutural", mas a crescer mais de 6%, com um aumento estimado de 6,4% em 2018 e de 6,3% em 2019, adianta o documento.


Popular

CONNECT