Inflação de Porto Alegre inicia 2018 com alta de 0,33%

O IPC-S registra, semanalmente, a variação de preços no período de um mês, em sete capitais brasileiras. Em 12 meses, o IGP-DI acumulou variação de -0,42%.

Mais cedo, a FGV revelou que o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou alta de 0,74% em dezembro, ante aumento de 0,80% em novembro, fechando o ano com deflação de 0,42%.

Na capital gaúcha, sete das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram aceleração, entre as quais se destacam os grupos Habitação (de 0,78% para 1,40%) e Vestuário (de -0,24% para 0,15%).

O GNE detalha que os preços dos produtos e serviços de saúde subiram 6,6%, em dezembro, face ao mesmo mês de 2017.

Os preços dos produtos alimentares subiram 2,4%, em dezembro, face ao mesmo mês de 2016, uma décima abaixo do crescimento registado em novembro.

A elevação contaminou o preço da carne bovina, também no atacado, que passou de queda de 0,44% para alta de 2,04%. Isso reforça a expectativa de deflação nos preços dos alimentos também no IPCA, índice oficial, que será informado nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Considerando-se apenas o mês de dezembro de 2017, houve inflação de 0,74%, abaixo das taxas registradas em novembro do mesmo ano (0,80%) e em dezembro de 2016 (0,83%). Já o Índice Nacional de Custo da Construção teve inflação de 4,25% em 2017. Entre elas, o Rio de Janeiro.


Popular

CONNECT