Facebook anuncia que irá priorizar no feed postagens de amigos e familiares

Ao longo dos últimos anos, o Facebook tem vindo a alterar com uma certa regularidade a sua timeline principal. Mas brevemente poderá ser realizada uma das maiores alterações de sempre, a qual poderá ter um grande impacto nos conteúdos apresentados.

O Facebook anunciou uma mudança em sua política de publicação para privilegiar posts de amigos e parentes e dar menos espaço para aqueles de companhias, marcas e empresas de notícias. "Mas eu também espero que o tempo gasto no Facebook seja mais valioso".

O CEO citou em particular vários estudos segundo os quais as interações com familiares e amigos favorecem o bem-estar, muito mais que, por exemplo, ler artigos da imprensa.

Mark Zuckerberg, criador do Facebook, fez uma postagem na rede social comentando as alterações. Segundo o Facebook, a mudança visa "priorizar posts que provoquem conversas e interações significativas entre pessoas".

"Ao fazer essas mudanças, eu espero que o tempo que as pessoas passem no Facebook e algumas medições de engajamento diminuam".

Outra das possibilidades desta zona da rede social é a emissão de alertas e atualizações de emergência das autoridades locais. Críticas que Zuckerberg aceita, afirmando que muitos dos conteúdos que aparecem no "feed" de notícias afastam-se do mais importante, que é contribuir para a aproximação entre as pessoas.

As acusações se fortaleceram durante as eleições de 2016 nos Estados Unidos, quando a rede social foi acusada de ter priorizado informações enganosas e falsas nos feeds de seus usuários, influenciando o resultado das eleições que elegeram o atual presidente norte-americano Donald Trump.

Concretamente, as fotos, os links e comentários publicados por amigos e conhecidos permanecerão visíveis no feed, diferentemente dos elementos procedentes de páginas que os usuários curtiram, que estarão menos presentes. "A tendência é que o tráfego para os sites de mídia pelo Facebook diminua", afirmou o pesquisador sênior em notícias digitais da Fundação de Imprensa da Coreia, Oh Se-uk.

Com mais de 2 bilhões de usuários mensais, o Facebook é a maior rede de redes sociais do mundo.


Popular

CONNECT