Angela Merkel e Martin Schulz fecham acordo rumo a um novo Governo

Após permanecerem desde a manhã de quinta-feira na sede do SPD na capital alemã, Merkel, o líder social-democrata Martin Schulz e o chefe dos conservadores bávaros, Horst Seehofer, compareceram hoje perante os 'media' para apresentar um acordo que, como sublinharam, garantirá a governabilidade do país.

O compromisso alcançado por democratas cristãos e sociais-democratas parece colocar na gaveta dois cenários que seriam inéditos na História política do pós-guerra, mas que ganharam corpo com o falhanço das negociações entre a CDU, os liberais e os Verdes: a constituição de um Governo minoritário, liderado por Merkel; ou a realização de novas eleições, para se desatar o nó.

"Vai ser um dia difícil", advertiu à chegada para a reunião, que só deve terminar à noite.

Do lado de Martin Schulz, líder do SPD, uma das condições para o sucesso das negociações será a prioridade atribuída à maior integração da Europa.

"Penso que alcançámos resultados notáveis", disse Schulz, que terá agora de levar o acordo ao seu partido para ser aprovado antes de as negociações formais para a formação de uma coligação poderem começar.

Merkel e Schulz selam acordo para coalização na Alemanha
Merkel e Schulz acordam trabalhar com França para "novo começo" na UE

De acordo com a Reuters, prevê-se que alguns sectores sociais-democratas se oponham a este acordo, temendo que uma nova coligação com Merkel limite ainda mais a influência do SPD, que obteve, em Setembro último, o pior resultado eleitoral desde 1949.

Merkel disse hoje que ficou claro, desde as eleições alemãs, que o mundo não para enquanto a Alemanha resolve o seu futuro político. "Pretendemos, em estreita colaboração com França, fortalecer de forma sustentável e reformar a zona euro" para que possa "resistir melhor às crises", refere o documento.

Quanto à imigração, foi definido um tecto máximo para a entrada de refugiados em solo alemão, situado entre as 180 mil e as 220 mil pessoas por ano e foi ainda decidido que o programa de reunificação de famílias de refugiados vai permanecer suspenso durante mais algumas semanas.

O euro subiu esta sexta-feira e alcançou o nível mais elevado de três anos face ao dólar, após ter sido anunciado um acordo de princípio para uma coligação governamental na Alemanha. O acordo de princípio vai ter de ser submetido, ao longo do dia, às instâncias dirigentes dos partidos envolvidos.


Popular

CONNECT