Juiz bloqueia a revogação de Donald Trump ao projeto 'DACA'

A lei é o primeiro passo de uma negociação bipartidária, entre republicanos e democratas, para tentar garantir uma bandeira fundamental a cada partido na imigração.

O juiz William Alsup, do tribunal distrital do norte da Califórnia, qualificou de "arbitrária e caprichosa" a decisão que Donald Trump tomou de acabar com o programa conhecido como DACA (Ação Diferida para Imigração Infantil), que protege da deportação 800.000 indocumentados, conhecidos como 'dreamers' ('sonhadores'), chegados aos Estados Unidos enquanto crianças. De acordo com o The New York Times, Trump fez uma reunião extraordinária que teve a participação dos legisladores Bob Goodlatte e o porto-riquenho Raúl Labrador.

No momento da suspensão, Trump pediu ao Congresso que esclareça a situação dos "sonhadores" antes de março deste ano. Ofereceria também permissões de trabalho renováveis de três anos aos destinatários da Daca, sem a possibilidade de obter uma cidadania. A proposta é parecida com a do Daca.


O projeto de lei foi apresentado pouco depois de o próprio presidente Trump afirmar à imprensa na Casa Branca que qualquer legislação que proteja esses imigrantes que chegaram ao país na infância deveria incluir fundos para o controverso muro.

"Vamos acabar com a migração em cadeia, com o sistema de loteria (de vistos) e construir o muro".


Popular

CONNECT