Firma de Huck comprou avião com crédito do BNDES

O empresário, apresentador e pré-candidato preferido do ex-presidente FHC, Luciano Huck, recebeu empréstimo do BNDES para compra de jatinho. A compra foi realizada através da empresa Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos, de propriedade dele e de sua esposa, Angélica.

O empréstimo foi contraído em maio de 2013 com juros de 3% ao ano e 114 meses de amortização para o pagamento.

Após ter negado publicamente a chance de concorrer à presidência do Brasil, Luciano Huck, voltou a articular a sua candidatura. A transação teve o banco Itaú como intermediário e foi feita por meio do Programa de Sustentação do Investimento, que financiava investimentos de empresas, compra de bens de capital, exportações e a inovação tecnológica por meio de juros subsidiados.

O empréstimo se inseriu no programa BNDES Finame (Financiamento de Máquinas e Equipamentos), cuja finalidade é financiar a compra de maquinário por parte de empresas. A matrícula do avião é PP-HUC. Os documentos podem ser acessados na página do BNDES e foram apurados e publicados pelo jornalista Fernando Britto em seu blog, Tijolaço. Segundo o registro na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave comporta oito passageiros e pertence atualmente ao Itaú, sendo a Brisair sua operadora. Já o BNDES afirmou que as condições para o empréstimo seguiram as regras vigentes na época.


A assessoria de Luciano Huck destacou a legalidade da compra por meio do programa de financiamento, afirmando que "o Finame é um programa do BNDES de incentivo à indústria nacional, por isso financia os aviões da Embraer".

O apresentador utiliza o jatinho para gravar seu programa na TV Globo, duas vezes por semana.

Ainda de acordo com a nota, o processo de concessão de financiamento do BNDES Finame é realizado por meio de agentes financeiros credenciados, que podem ser bancos, cooperativas e agências de fomento, por exemplo. As taxas eram oferecidas a qualquer empresa que obtivesse financiamento para aquisição de máquinas e equipamentos, ressaltou a instituição. "O BNDES repassa os recursos para os agentes, que analisam o risco de crédito e decidem pela concessão do financiamento".


Popular

CONNECT