De cadeira de rodas, Neymar Jr. chega ao Brasil para operar

O hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, está se preparando para receber Neymar. O jogador retornou ao país para ser submetido a cirurgia no pé direito, conforme estabelecido no dia anterior, em reunião na capital francesa envolvendo o Paris Saint-Germain, estafe do atleta e o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar. O jatinho de Neymar não estava em Paris, e eles optaram por um voo de carreira.

O médico Rodrigo Lasmar queria operá-lo hoje mesmo, mas Neymar preferiu ficar no Rio de Janeiro com a noiva, a atriz Bruna Marquezine, e chegar a BH nesta sexta-feira. O hospital inclusive já reservou uma ala para o atacante e seus acompanhantes, que devem ser pouco mais de 10 pessoas.

Rodrigo Lasmar contou ainda como funcionou a parceria da Seleção com o PSG nesse caso. Na ocasião, o jogador fraturou o quinto metatarso do pé direito na partida contra o Bournemouth, em 13 de fevereiro, e também passou por cirurgia. "O que nos preocupa é a saúde do jogador em primeiro lugar, que se recupere bem e esteja disponível para seu clube e para a seleção o quanto antes". Neymar não hesitou em vir para BH, pois foi informado que nem os famosos hospitais de São Paulo têm a estrutura que possui o Mater Dei. Confesso que quando recebi a informação de uma fonte fidedigna vibrei como um jornalista em começo de carreira. É isso que nos move a continuar trabalhando na profissão que amamos.


O doutor Lasmar interrompeu um seminário da Fifa que estava sendo realizado em Sochi, na Rússia, para viajar a Paris, examinar Neymar e voltar com ele ao Brasil. O Brasil estreia no Mundial no dia 17 de junho contra a Suíça.

A recuperação do craque deve durar pelo menos seis semanas, o que significa que o jogador não poderá atuar até pelo menos a metade do mês de abril. Agora, como o doutor titular da Seleção, vai operar Neymar. A cirurgia é a melhor opção, segundo Lasmar, justamente para que a cicatrização seja perfeita e ele se recupere sem qualquer sequela. Os médicos do PSG não se opuseram, assim como o presidente do clube. A final da Liga dos Campeões, por exemplo, será em 26 de maio - para o caso de o time do técnico Unai Emery chegar até lá.


Popular

CONNECT