Pai do goleiro Fábio morre aos 66 anos

No final da noite desta segunda-feira (26/02), uma notícia impressionante pegou a todos e principalmente o goleiro Fábio, do Cruzeiro, de surpresa, em Buenos Aires. Ele foi liberado pelo clube para acompanhar velório e enterro do pai, José Ramão de Souza Maciel, de 66 anos, conhecido como seu Docão, que morreu em Cassilandia, no Mato Grosso do Sul. A informação preliminar recebida pelo GloboEsporte.com foi que seu Docão passou mal em uma caminhada. A causa da morte não foi confirmada. O goleiro recebeu a notícia quando estava concentrado no Hotel Intercontinental, na capital argentina. Fábio mostrou-se muito abalado com a notícia recebida. O clube mineiro, respeitando a dor do goleiro, deixou nas mãos do jogador a decisão de voltar ou não ao Brasil.

O Cruzeiro não informou a razão da morte do pai de Fábio. A notícia chegou à delegação celeste, que está em Buenos Aires, na Argentina, na madrugada desta terça (27). O Cruzeiro já prestou homenagens ao goleiro.

Mas a mudança de ideia do titular cruzeirense fará com que Rafael, seu reserva em todas as edições de Libertadores jogadas pelo Cruzeiro, dispute sua primeira partida na competição.


Fábio está recebendo todo o amparo e suporte necessários neste momento difícil e de extrema consternação.

Fábio trabalhou normalmente com o elenco nessa segunda-feira, no Estádio Libertadores de América, que pertence ao Independiente, rival do Racing.


Popular

CONNECT