Mercado reduz estimativa de inflação para 2018 e prevê PIB maior

Para 2019, o mercado financeiro reduziu sua expectativa de inflação de 4,25% para 4,24%.

Na última sexta-feira, o diretor de política econômica do Banco Central, Carlos Viana estimou que a inflação em 2019 ficará em 4%. Na prática, as projeções de mercado agora divulgadas no Focus indicam que a expectativa é de que a inflação em 2018 fique dentro da meta, de 4,5%, com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual (índice de 3,0% a 6,0%). Para 2019, a expectativa para a expansão doProduto Interno Bruto (PIB) foi mantida em 3%.

De acordo com a previsão das instituições financeiras, a Selic encerrará 2018 no atual patamar e subirá ao longo de 2019, encerrando o período em 8% ao ano. Em 2016, o PIB teve uma retração de 3,5%, mas voltou a registrar alta no ano passado. Ou seja, o mercado continua estimando manutenção dos juros no resto deste ano. O câmbio médio de 2018 seguiu em R$ 3,28, ante os mesmos R$ 3,28 anotados um mês atrás. Para 2019, a estimativa dos analistas ficou estável também em US$ 80 bilhões.

Para as transações correntes, (todas as operações do Brasil com o exterior) a projeção de déficit ficou em US$ 26,10 bilhões.


Popular

CONNECT