Acionistas da Fibria confirmam oferta da Paper Excellence

O BNDESPar confirmou nesta terça-feira (13) que recebeu uma proposta da Paper Excellence para aquisição de sua participação na Fibria Celulose, maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, que também está sendo cobiçada pela Suzano Papel e Celulose. Outro fator que concede fôlego a proponente é que a Paper Excellence acabou de desembolsar R$ 15 bilhões pela Eldorado Celulose.

Adicionalmente, Votorantim e BNDESpar informam que as negociações com a Suzano Papel e Celulose S.A. continuam em andamento.

Na véspera, três fontes disseram à agência Reuters que a holandesa Paper Excellence apresentou uma oferta formal para comprar a Fibria, em uma proposta que avalia a empresa brasileira em R$ 40 bilhões.

"Reiteramos que, não obstante tais negociações, não há garantia de que qualquer negócio venha a se concretizar", escreveu Guilherme Perboyre Cavalcanti, diretor financeiro da Fibria.


Separadamente, a Fibria voltou a afirmar que: "Não é parte dessas negociações e não possui quaisquer informações adicionais".

A proposta da PE chegou em um momento que as conversas entre Fibria, controlada pela família Ermírio de Moraes (dona da Votorantim) e pelo braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), avançavam a passos largos com a Suzano, da família Feffer.

As ações da Fibria abriram o pregão em alta na manhã desta segunda-feira. A publicação Infomoney adianta que os analistas calculam que uma aquisição por parte da Suzano criaria sinergias de 1,6 mil milhões de reais ao nível do EBITDA.

A Suzano, que em 2003 teve uma parceria com a Sonae com vista à privatização da Portucel, já terá inclusivamente concluído a estrutura de financiamento da Fibria.


Popular

CONNECT