Papa Francisco lava pés de presos

No entanto, com a polêmica instalada, o Vaticano se pronunciou para negar as afirmações do jornalista, dizendo que a "reconstrução" da fala de Francisco desvirtuou a conversa em uma reunião privada.

Scalfari é fundador e ex-editor-chefe do jornal La Repubblica e, segundo a imprensa local, já declarou que não costuma gravar suas entrevistas.

Além de ser considerado referência no jornalismo italiano, Scalfari se declara ateu publicamente. Diz também que as falas do Papa são uma "reconstrução" do repórter.

Declarações de que o inferno não existe e que Adão e Eva são mitos foram atribuídas a Francisco no passado, mas o Vaticano veio a público dizer que se tratavam de "fake News". As almas dos que morrem em estado de pecado mortal descem imediatamente depois da morte aos infernos, onde sofrem as penas do inferno, 'o fogo eterno'. Na matéria publicada em 28 de março, Scalfari assegurou que ouviu do papa que as pessoas que se arrependem "obtêm o perdão de Deus" enquanto as que não se arrependem "desaparecem". Desta forma, acrescenta o comunicado do Vaticano, "nenhuma citação do mencionado artigo deve ser considerada uma transcrição fiel das palavras do Santo Padre". Ele lavou os pés de 12 detentos na prisão, e então os secou e os beijou como parte do ritual da Semana Santa que ele começou quando era arcebispo de Buenos Aires, segundo o Vaticano. "No próximo ano eu tenho que fazer cirurgia", disse durante a visita, de acordo com a AP.


"Na minha idade, por exemplo, a catarata chega e você não enxerga [muito] bem".

Em mais um discurso marcante, o Papa Francisco voltou a apelar à paz e respeito pela dignidade humana por todo o mundo.

Neste domingo, 1.º, na Praça São Pedro, o papa Francisco pediu, em sua tradicional mensagem Urbi et Orbi, diálogo com a Coreia do Norte, o fim do "extermínio" na Síria e uma saída "justa, pacífica e humana" para a crise econômica e política na Venezuela. Enquanto isso, o AP também relatou que parte da Basílica de São Pedro foi isolada após o gesso ter caído na quinta-feira perto da estátua Pietá de Michelangelo.


Popular

CONNECT