Lula já está preso e a cumprir pena

O ex-presidente terá direito a duas horas diárias de banho de sol, que será em horários distintos dos demais, assim como as visitas.

O ex-presidente Lula passou a primeira noite preso na sede da Policia Federal em Curitiba.

Atendendo a um pedido da prefeitura de Curitiba, o juiz Ernani Mendes Silva Filho deferiu a liminar determinando a saída dos manifestantes das áreas próximas à Superintendência da Polícia Federal. O dinheiro vinha de uma "conta de propina" destinada ao PT e parte disso teria sido usado para a compra e reforma do apartamento tríplex no Guarujá atribuído ao ex-presidente. A ala pró-Lula fazia batucada, enquanto os opositores respondiam com cornetas e buzinas. Em São Paulo, os apoiantes não deixaram que o carro o levasse.

A rendição de Lula, porém, não foi tranquila. A cela é fechada por uma porta convencional e não há grades na única janela. Lula está em uma sala especial, transformada em sala de Estado-Maior devido à condição de ex-presidente. "Considerando que a prisão cautelar de um ex-presidente da República não deixa de envolver certos traumas, a prudência recomenda que se aguarde o julgamento pela Corte de Apelação antes de se extrair as consequências próprias da condenação". Agora que era a prisão do ex-presidente, um evento muito mais complicado, a PM não fez nada disso.

A chegada a prisão e a saída do sindicato não foram pacíficas.

Lula chegou ao local por volta de 22h, acompanhado pelo advogado Cristiano Zanin Martins. Depois de preso, acabou, define uma autoridade envolvida na operação de prisão do ex-presidente.

Já Cardozo liderou a Polícia Federal ao longo dos quase seis anos em que esteve à frente da pasta da Justiça, na gestão Dilma Rousseff.

A PF, então, concedeu o prazo de meia hora para que ele se apresentasse às viaturas que estavam estacionadas em uma rua ao lado do prédio onde fica a sede do Sindicato dos Metalúrgicos. Durante uma greve de metalúrgicos, o Sindicato dos Metalúrgicos sofreu uma intervenção militar, e Lula foi detido por 31 dias no temido Dops (Departamento de Ordem Política e Social) da Polícia Federal. Também afirma que manifestantes avançaram contra um dos portões da superintendência, que estava fechado.

O espaço onde Lula está preso será vigiado 24 horas por policiais federais. Do total, foram três crianças, quatro adultos e um policial. Regina Cruz, da CUT-PR, disse que o movimento tem a intenção de manter a vigília, mas respeitando os limites impostos pelos agentes da polícia. "Não tenho escolha se não cumprir a ordem", afirmou Moro.

Com o tumulto, a maioria dos manifestantes, dos dois lados, decidiu ir embora. Parte decidiu passar a noite nesse local.

No sábado à noite, pouco antes da chegada do helicóptero trazendo o ex-presidente, a Justiça Federal do Paraná determinou a reintegração de posse das ruas que ficam na frente da Polícia.


Popular

CONNECT