PF cumpre mandados por ordem do ministro Fachin — Operação Tira-Teima

A operação é decorrente de delação do ex-diretor de Relações Institucionais da Hypermarcas, Nelson Mello.

Os agentes investigam provas de repasses ilegais feitos ao presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (MDB-CE).

Os mandados estão sendo cumpridos em São Paulo, em Goiás e no Ceará.

"A finalidade das medidas é o buscar documentos e outros elementos de aprofundamento da investigação, considerando a notícia de doações de campanha abalizadas através de contratos fictícios", informou a PF.

O senador é alvo de inquérito no Supremo, aberto em abril de 2017, que o examina por supostos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Segundo Mello, um lobista lhe informou que um emissário do senador o procuraria em 2014. Esse sobrinho seria Ricardo Lopes Augusto. Nesta terça-feira, 10, a PF deflagrou a Operação Tira-Teima para o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão expedidos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), em São Paulo, Goiânia e Fortaleza. "Pagou despesas de empresas que prestavam serviços à campanha de Eunício Oliveira; que ajudou mediante contratos fictícios", disse o executivo da Hypermarcas na delação.

De acordo com a Agência Estado, os alvos seriam ligados ao senador Eunício Oliveira (MDB), presidente do Senado.


Popular

CONNECT