Vídeo de Despacito sai do ar no YouTube após ataque de hacker

Lançado no inicio de 2017, o clip de "Despacito" precisou de apenas seis meses para se tornar o vídeo mais visualizado do YouTube. Todos os vídeos originais estavam publicados pela Vevo.

Um dos responsáveis, pelo ataque publicou uma mensagem no Twitter em que explica que apesar do ataque ama a plataforma.

Qual seria o vosso alvo? O caso mais notado foi do hit 'Despacito', o mais assistido com 5 bilhões de visualizações.


Algumas fontes avançam que este grupo está a exigir a libertação da Palestina, dadas as palavras colocadas em alguns vídeos, "Free Palestine", sendo esta a grande motivação para estes ataques, feitos alegadamente por duas pessoas autodenominadas de Prosox e Kuroi´sh.

A maior plataforma de partilha de vídeos - YouTube - foi hoje vítima de um ciber-ataque. Segundo a BBC, além do vídeo do tema de Luis Fonsi, mais de uma dúzia de videoclips de outros artistas, como Shakira, Selena Gomez, Drake ou Taylor Swift, também foram vítimas do ataque. Alguns outros vídeos também foram marcados como não listados, enquanto outros permanecem com o título "x - Hacked by Prosox & Shade Fuck Illuminati", por exemplo.

Antes de deletarem "Despacito", os hackers trocaram a foto de capa por uma imagem da série "Casa de Papel". Antes deles, "Gangnam Style", do sul-coreano Psy reinava absoluto no YouTube, desde 2012.


Popular

CONNECT