Mariah Carey revela tratamento contra transtorno bipolar: "vivia em negação"

A cantora Mariah Carey falou pela primeira vez sobre sua batalha contra o transtorno bipolar, em entrevista exclusiva à revista "People". Só procurou tratamento recentemente após "os últimos dois anos mais difíceis que alguma vez tinha tido", que incluíram agitação profissional, um reality show no canal E! e drama na vida amorosa. "Eu não queria acreditar no diagnóstico", afirmou em entrevista à revista americana People, em entrevista exclusiva para a edição desta semana. Era um fardo muito pesado para carregar e eu não podia mais fazer isso. "Busquei e recebi tratamento, coloquei pessoas positivas ao meu redor e voltei a fazer o que eu amo: escrever canções e fazer música". Desde então, a estrela está fazendo terapia e mantendo uma rotina de medicamentos.

Na verdade, estou tomando uma medicação que parece ótima. Não me faz sentir muito cansada, ou lenta, nem nada do tipo.

"Por um longo tempo eu pensei que eu tinha um distúrbio do sono grave, mas não eram insónias normais e eu não estava deitada acordada a contar ovelhas". "A pessoa com transtorno bipolar do humor pode apresentar grandes oscilações no seu estado de humor, atrapalhando muito o andamento de sua vida no trabalho, nas relações afetivas e familiares", completa a associação. Eu ficava irritada e com medo de decepcionar as pessoas. "Afinal, estava a passar por uma forma de mania", explicou. "Encontrar o equilíbrio é aquilo que é mais importante", disse. "Eventualmente bati no fundo. Não tem de definir ninguém e recuso-me a deixar que me defina ou controle".


Popular

CONNECT