Sornoza foca em bom resultado contra o Nacional Potosí

O Fluminense recebeu o Nacional Potosí-BOL no Maracanã nesta quarta-feira (11), em partida válida pela primeira rodada da Copa Sul-Americana, e o resultado não poderia ser diferente: o clube carioca goleou o adversário por 3-0 e garantiu uma vantagem confortável para o jogo de volta, na Bolívia. Pablo Dyego, Gum e Pedro marcaram os gols da vitória.

"Foi um jogo bastante difícil, principalmente no primeiro tempo". O Nacional entrou disposto a retardar o andamento da partida, com excesso de faltas e paralisações, e acabou castigado na etapa final, quando o time dirigido por Abel Braga conseguiu achar os espaços e garantir o importante resultado. Para fechar a goleada, Pedro converteu cobrança de pênalti e deu números finais ao jogo: 3 a 0.

Aos nove minutos, após troca de passes de Jadson e Sornoza, a bola sobrou para Pedro, que mandou a bomba, mas a bola encobriu o travessão.

"Estamos tranquilos porque ele já foi procurado muitas vezes por muitos clubes, clubes que fizeram proposta que foram boas para ele, interessantes, mas o Abel é um cara que cumpre contrato, que gosta do Fluminense e já mostrou isso em muitas oportunidades estamos tranquilos porque sabemos que ele está com a gente e confia no grupo, por mais que seja jovem, que não tenha estrelas ele confia no grupo, no trabalho e sabe que os jogadores estão fechados com ele, disposto em fazer o melhor para que de tudo certo para o Fluminense".

Ayrton era mesmo o principal jogador do Tricolor das Laranjeiras, mas sofria uma marcação muita dura por parte dos defensores bolivianos.

Aos 31 minutos a mais bela jogada.

Aos nove minutos, o Fluminense conseguiu chegar.

O Fluminense ampliou aos 36 minutos. Na sequência, Ayrton chutou de fora da área e a bola passou por cima do gol. Sornoza caprichou e bateu com muita curva. Nos acréscimos, o Fluminense quase marcou o primeiro gol. Romero fez boa defesa no Maracanã e impediu o gol do Flu.

Paciência é uma virtude, que o Fluminense provou ter na partida contra o Nacional Potosí (BOL). E o gol quase saiu aos 15min. A bola explodiu no travessão do Nacional. Os jogadores do Fluminense reclamavam muito da cera boliviana.

Júlio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto, Richard, Jádson (Matheus Alessandro), Sornoza (Douglas) e Ayrton Lucas; Pedro e Marcos Júnior (Pablo Dyego). A jogada de maior perigo foi aos 46 minutos, com cabeçada de Gum na cobrança de falta de Sornoza que precisou ser defendida pelo goleiro Romero.


Popular

CONNECT