Familiares visitam Lula pela 1ªvez desde a prisão do petista

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (12), a segunda fase da 'Operação Papel Fantasma', denominada de 'Encilhamento', com o objetivo de apurar fraudes envolvendo a aplicação de recursos de Institutos de Previdência Municipais em fundos de investimento com debêntures (título de dívida que gera um direito de crédito ao investidor) sem lastro emitidas por empresas de fachada que podem ultrapassar o valor de R$ 1,3 bilhão.

Policiais federais cumprem nesta quinta-feira (12) dez mandados de prisão contra acusados de fraudar os fundos de pensão dos Correios e do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). São investigados os crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e corrupção.

Estão sendo investigados, até o momento, 13 fundos. Segundo a PF, os valores dos fundos de pensão enviados para o exterior se referiam a operações comerciais e prestação de serviços inexistentes. Em seguida, os recursos eram pulverizados em contas de doleiros no exterior, que disponibilizavam os valores em espécie no Brasil para suposto pagamento de propina.


A operação foi batizada de Rizoma, uma espécie de caule que se ramifica sob a terra.

Outros 60 mandados de busca e apreensão e 20 de prisão temporária foram cumpridos em Piracicaba, Hortolândia, Paulínia e Rio Claro, no estado de São Paulo, além dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso, Santa Catarina e Goiás.

Na terça-feira, um grupo de governadores esteve na capital paranaense para visitar Lula, mas foi impedido por decisão da juíza federal substituta Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que citou determinação anterior, feita pelo juiz Sérgio Moro na ficha individual do petista, segundo a qual nenhum privilégio foi concedido ao ex-presidente. Agentes da PF estiveram em Jundiaí onde cumpriram dois mandados de busca e apreensão. Com isso, foram reunidas informações e documentos que permitiram localizar e acompanhar os integrantes da organização criminosa.


Popular

CONNECT